Hoje sou uma pessoa mais feliz! Sabem pq? Por causa desses lindos rostinhos aqui!

16/06/2010

Vitória sobre o "BULLYING".

EM MINAS GERAIS: GAROTO PRATICA BULLYING E OS PAIS PAGAM.
Uma menina de 13 anos,  estudante de um colégio tradicional  localizado no centro de Belo Horizonte,  capital do estado de MG. Viveu um pesadelo que parecia não ter fim, na ocasião (2008) estudava na 7ª série. Dia após dia, o colega de classe da mesma idade, a chamou de "tábua", apelido de quem "não tem peitos"; de "prostituta", por ela namorar um jovem de poder aquisitivo mais alto; e de "G.E", sigla do grupo das excluídas. Muito triste, angustiada, infeliz,  a menina precisou de ajuda psicológica para superar as agressões sofridas. Segundo a psicóloga " a jovem  chegou em seu consultório muito triste e estressada" . "Se encontrava debilitada, que havia acentuada queda de cabelo", queria sair da escola e não aguentava mais a pressão que estava vivendo.
"Ele a incomodou muito", disse o advogado Marconi Bastos Saldanha, que  aforou a ação.

 Quando a família tomou  ciência, resolveu ajuizar ação no Fórum Lafayette, cuja sentença, proferida  pelo juiz Luiz Artur Rocha Hilário, da 27ª Vara Cível, classificou o triste caso como bullying escolar.

Na decisão, o magistrado condenou os pais do adolescente a indenizar a vítima em R$8 mil. "O dano moral decorreu diretamente das atitudes inconvenientes do menor, no intuito de desprestigiar a estudante no ambiente colegial, com potencialidade de alcançar até mesmo extra-colegial", frisou Luiz Artur Rocha Hilário.

A decisão, por ser de primeira instãncia, é passível de recurso. No decorrer do processo, os pais do menor alegaram que houve uma "conotação exagerada e fantasiosa"  em tudo, que foi relacionado sobre os acontecimentos entre os estudantes. E, tentaram convencer o juiz que simples brincadeirinhas entre estudantes, não podem ser confundidas com "bullying". A notícia chegou logo no ambiente escolar e alguns alunos apelidaram o menor de "réu" e "processado". Os pais do garoto lamentaram as ofensas com relação ao filho, mas  foram condenados. Quanto ao colégio , também foi acionado na justiça, foi absolvido, os adolescentes continuam no mesmo colégio em salas separadas.

Importante ressaltar que , a decisão do Magistrado nos mostra, que as humilhações no ambiente de instituições de ensino chegaram ao  judiciário e estão prestes a se transformar em jurisprudência na capital mineira. O assunto vem ganhando espaço e assim, gerando uma expectativa de que, à partir de agora, ações semelhantes cheguem às varas cíveis, pois, o assunto vem sendo muito comentado em conversas entre especialistas de educação.
Texto baseado em publicação no "Jornal Estado de Minas Gerais por Paulo Henrique Lobato" em 20/05/2010.

Quero parabenizar  a adolescente,  pela coragem em denunciar, aos pais dela por procurar a justiça, aos profissionais que trabalharam no caso, em especial ao magistrado  Luiz Artur Rocha Hilário, pela sábia decisão.

Vamos, exterminar de vez o "bullying"  pessoal!!     Divulguem!!
Bjs: Tia Ném.

22 comentários:

Ana Paula 6/16/2010 8:35 AM  

Olá Tia Ném, se não houver quem denuncie como irá acabar esta prática tão agressiva né? Tenha um dia feliz, beijos Ana

Andreia 6/16/2010 8:37 AM  

Obrigada por divulgar! :)
Beijo,

Andreia
http://universoemcores.blogspot.com

Faniquito 6/16/2010 8:55 AM  

Oii, minha querida !!!

Nossa, que mundo mais sem noção é esse que estamos vivendo!!! Eu fico indignada com certas situações.

Tem que haver punição...sempre !!!

Beijinhos

Ana

Misturação - Ana Karla 6/16/2010 8:58 AM  

Excelente Ném!
Todos tem que denunciar, sem medo, pois está em risco o psicológico da criança ou jovem.
Parabéns!
Levarei adiante, claro.
Xeros!

Glorinha L de Lion 6/16/2010 9:10 AM  

Oi Ném, tudo bem? Primeiro quero te agradecer tanto carinho por mim lá no blog. Segundo,estou achando que está havendo um certo exagero nesse negócio de bulying aqui no Brasil...está virando uma coisa igual nos EUA onde só de olhar de lado pro coleguinha ou dar uma zoada nele já é caso de bulying....no meu tempo chamar uma menina de tábua ou de caniço ou de palito não dava problema psicológico em ninguém. Claro que há casos e casos...alguns bem agressivos e danosos, mas outros, que são típicos de adolescentes: minha filha, por ter sido muito magra era chamada de "esqueletinho, tábua de passar, palito, Olívia...etc não teve nenhum problema psicológico nem teve que fazer terapia por isso...acho que andam exagerando...beijos.

Fla 6/16/2010 9:22 AM  

Punição mais do que certa!
Isso tem que acabar.
Bjs

De tudo um pouco 6/16/2010 9:44 AM  

Bom dia!
Bom eu acabei de ver essa noticia pela tv, gostei de saber que estamos tendo resultado quanto a isso, pois nos que temos filhos na idade escolar sempre nos preocupamos com isso pois não queremos ver isso acontecendo com nossos filhos....
Beijos Tia.....

Adjane Mousinho 6/16/2010 10:47 AM  

Oi tia nem, também estou um pouco fora de órbita, quase ia esquecendo do prazo da troaquinha da pri, e fui rapidinho no blog dela para saber mais informações. Ela falou que se não desse tempo no prazo que ela marcou, podemos marcar datas que podem ser feitas as trocas. Estou fazendo um lindo kit para você. Então, dia 01 e 02 de julho estou participando de uma feira, então estou correndo contra o tempo para poder ter bastante peças, você sabe como é corrido nossa vida né, e ainda mais, maridão, filhos de férias, já sabe como é, ficamos de férias também, como você mesma falou, dai mande seu endereço por email e podemos combinar o dia para fazer-mos a nossa troquinha, Ok?
Beijos.
adjanemousinho@ibest.com.br

STILO BASICO 6/16/2010 12:57 PM  

Parabéns pelo post , não podemos deixar atitudes desrespeitosa invadam nosso mundo , sejam lá de que nivel for , precisamos estar atentos e não deixar nossas crianças e jovens serem alvos de desrespeito ou desrespeitarem os outros .

bj carinhoso, Jô

mymmiarteira 6/16/2010 1:57 PM  

oi querida ando sumida mesmo né?muito ocupada,mas a minha mente só pensa no blog ,coisa de viciada kkkkkkkk não esquece de mim não em ?Quanto a sua postagem sobre bullying muito sério isso estamos juntos!

Carol Diniz 6/16/2010 3:28 PM  

Oi Tia, que bom vc estar divugando esse assunto, esta havendo uma campanha na Glogo, do Serginho (altas horas), acredito que o melhor a fazermos eh divulgar, falar e conversar com os adolescentes e criancas sobre esse assunto..
Pra que percam o medo de denunciar e falar sobre esse tipo de agressao psicologica tao cruel!
Uma contrucao de carater que se inica tao cedo..
Parabens pela iniciativa!!!
Bjs Carol

Artes da Marga 6/16/2010 3:37 PM  

Oi Tia Ném!
Esse assunto vem atormentando estudantes não é de hj. Quando eu era criança só não sofri esse tal de Bullyng (esse é o nome que deram hj), pq eu era danada e se me olhavam atravessado eu descia a mão e resolvia logo rsrss. Claro que não é o certo, mas eu fazia e a escola ficava omissa. Devolvia tudo pro individuozinho e talvez por isso nunca precisei de psicólogo, mas confesso que hj adulta sou meio retraída qd me sinto magoada por alguém. Talvez seja reflexo dessa fase da minha vida. "BULLYNG -mentes perigosas nas escolas" é o novo livro da Ana Beatriz Barbosa. A mesma que a Glória Perez buscou subsídios para escrever sobre psicopatas em "Caminho das Índias". Nem sei se o livro já saiu, mas acho bem oportuno e esclarecedor em se tratando de uma escritora atualíssima do gabarito dela para desenvolver o assunto.
Agora mãe vir dizer que é brincadeira do filho só pode ser brincadeira dela não é?
Bj
Margarida

Renata 6/16/2010 4:15 PM  

É todos temos que nos mobilizar e denunciar este "terror"!!!Fique com Deus,minha linda!!!Bj gde,Rê.

Simone :Agulhas Encantadas 6/16/2010 6:25 PM  

Oi minha amiga!!
Que bom que isto aconteceu, meu filho passou por isso durante 3 anos da vida dele aqui em minha cidade no CTU.

Olha, eu ficou com traumas horríveis e sofreu muito.
Graças a Deus que algo aconteceu e a justiça tomou a decisão certa.

Obriga minha linda, por esta notícia e com certeza, mesmo não sendo com o meu filho eu fico feliz por fazerem justiça!

Beijos!

Priscila Rodrigues Bittencourt 6/16/2010 7:25 PM  

Passando pra deixar um beijo e dizer que:
TE ADORO!!!
Boa noite amiga
;)

Bárbara Rezende 6/17/2010 12:15 AM  

O bulling realmente é um assunto muito delicado e os pais devem realmente tomar atitudes para que seus filhos se sintam mais protegidos!!!

Aproveito para te convidar para o sorteio que tá rolando lá no blog!!! Não deixe de participar!!!

bjks

AnselmaDuarte 6/17/2010 12:50 AM  

Oi! Tia nem, parabéns pelo texto, não podemos deixa passar batido, esse assunto ,temos que denuciar, quantas crianças e adolescentes deixa de estudar e ter uma vida normal, por causado do bullying. Bjos

Silvana - Interior Adentro 6/17/2010 2:02 AM  

Oi Ném!

saudades daqui, querida!

Noss blogsem coletiva foi ótima, né? E precisamos fazer mais no próximo semestre, qdo retornarem as aulas, que tal?

Eu acho que não há exageros qdo se fala de bullying, há omissões, isso sim.

É um assunto delicado e deve ser encarado como tal. O bullying, pela própria definição, diz que a agressão tem de ser repetitiva, contumaz e causar sofrimento à vítima. Se alguém é chamado de baleia e não se incomoda com isso, ok.

Mas se a agressão causa constrangimento e sofrimento, pq não defender essa criança?

Temos, sim, de punir esses jovens que cometem esse tipo de crime - sim, é crime! Nem que a punição seja de pecúnia que saia do bolso dos genitores ou da escola que se omite.

Esse caso que vc cita é emblemático, pois não pode ser "normal" chamar uma menina repetidamente de prostituta. Onde isso é normal? Como isso pode ser coisa de criança/adolescente? Tenha dó....

Essa falta de respeito vem de dentro de casa, de pais omissos ou coniventes com chacotas e humilhações alheias.

Temos mais é de dar um basta a essa situação! E contarei com vc na próxima blogagem coletiva!

Beijoooo

Paula Louceiro 6/17/2010 9:16 AM  

Oi Tia Ném, que legal isso. Fico muito feliz que o juiz tenha entendido isso como um problema sério. Eu sofri bullying na minha adolescência, não cheguei a ter depressão, mas tinha dias que eu simplismente não queria ir para a aula, muitas vezes voltava chorando. Agora já passou, mas na época era muito ruim. Fico feliz em saber dessa decisão. Obrigada por divulgar.

Cláudia 6/17/2010 10:14 AM  

Olá Tia Ném!

Era óptimo que houvesse mais denúncias do género. Eu como trabalho com crianças pequenas não noto, mas quem trabalha com crianças maiores, deve estar atento a casos desses porque muitas vezes estamos a ver casos desses e não ligamos porque achamos que são situações esporádicas e muitas vezes não o são.
Não estou a defender quem pratica, mas quem pratica esses actos também pode estar a sofrer. Quem sabe estará relacionado com o ambiente em casa? Quem sabe se não são os próprios pais a incentivar?
É triste que isso aconteça e quem sofre é a vítima que muitas vezes chegam ao ponto de se suicidarem por não aguentarem mais tanta pressão.
É de louvar a atitude do juiz.

Agora, para terminar, deixei um miminho na barra lateral do meu blog! Quando quiser passe lá para ir buscá-lo!

Beijoca!

Vovó Noemia 6/19/2010 6:55 PM  

Oi menina!

Tudo bem? Vim te agradeçer pelo carinho e te dizer que tem um selinho pra você lá no blog da vovó Noemia (rsrs). Super beijo... espero que goste.

Angela de Paula 6/21/2010 8:48 AM  

Sou de Belo Horizonte,agradeço por divulgar o fato.Temos sempre que denunciar.Hoje vemos como os maus exemplos são seguidos,por isso é importante divulgar sempre as conclusões positivas.
bjos

Postar um comentário

Fiquei muito feliz com sua visita. Volte sempre que quiser, estarei aguardando ansiosa,rs,rs. Obrigada! Bjs: tia Ném.

Related Posts with Thumbnails

  © Template Customizado por Silmara Layouts